Hoje é 17 de Dezembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca geral no site:

Cadastre seu email

   
ndice de Confiana do Empresrio Industrial de MT - 11/2017
  Pesquisa realizada pela CNI em parceria com a Fiemt
ndice de Confiana do Empresrio Industrial de MT - 10/2017
  Pesquisa realizada pela CNI em parceria com a Fiemt
Publicação
 
 
Simples Nacional: empresrios pedem prorrogao de prazo para quitao de dbitos municipais
Em: 17/02/2017 às 15:49h por Assessoria de Comunicao - Sistema Fiemt

Foto

A Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt) enviou ofício à Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) solicitando apoio na regularização dos débitos municipais das empresas que têm interesse ou já optaram pelo Simples Nacional. O objetivo do pedido é evitar que as empresas percam o benefício ou tenham suas solicitações de adesão negadas, no caso dos microempreendedores individuais (MEIs), micro e pequenas empresas.

O prazo para quitação dos débitos tributários era 31 de janeiro. Porém, o governo do Estado prorrogou a data final para regularização de pendências estaduais até 24 de fevereiro para os contribuintes que tiveram a adesão ao Simples Nacional indeferida, fosse por constatação de pendência ou por descumprimento de obrigação acessória com o fisco.

Dessa forma, o pedido da Fiemt é no sentido de que a AMM oriente as prefeituras a adotarem medida similar à da Sefaz, permitindo que as empresas optantes pelo Simples Nacional possam também quitar seus débitos municipais até a nova data. A solicitação atende a reivindicações dos sindicatos industriais, por meio do Conselho Temático da Micro e Pequena Empresa (Compem).

“Empresas optantes do Simples Nacional possuem débitos juntos aos municípios, o que também é impeditivo de se manterem na condição de optantes do Simples”, diz trecho do ofício encaminhado à AMM. Ou seja, o decreto do governo do Estado é muito importante, mas seu efeito pode ser anulado se os municípios não adotarem a mesma resolução.

O presidente do Compem, Elias Correia Pedrozo, destaca a importância dessa prorrogação para a saúde financeira das micro e pequenas empresas e para os próprios municípios: “O enquadramento no Simples Nacional pode significar a viabilidade de uma pequena ou micro empresa. Considerando as dificuldades econômicas que temos enfrentado, isso precisa ser estimulado. Por isso, a prorrogação do prazo é muito benéfica também para os municípios, uma vez que, quanto maior o número de empresas em operação, maior a arrecadação, maior a movimentação financeira e maior o desenvolvimento social do Estado”.

 
Imprimir   Enviar por e-mail

 

Comentrios()


Campo obrigatrio.


Campo obrigatrio.Formato invlido.


Campo obrigatrio.


Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555